diagnóstico da DPOC

A principal causa é o tabagismo, mas além disso existem outras causas como poluição e exposição a substâncias tóxicas.1

Os principais sintomas são:

Se o paciente apresenta algum dos sintomas acima é indicado que procure um médico.2 O diagnóstico correto e o tratamento regular são muito importantes.2

A DPOC apresenta piora progressiva e pode se agravar de forma que até mesmo atividades da vida diária como conversar, andar, comer e se vestir tornam-se um desafio.2

A confirmação do diagnóstico é feita através de uma análise do histórico do paciente e por um exame chamado de prova de função pulmonar (espirometria).2

Ao receber o diagnóstico da DPOC, é importante conversar com o seu médico para entender mais sobre a enfermidade e o tratamento mais adequado de acordo com a sua rotina e grau da doença.2

Dessa forma vocês poderão desenvolver um plano individualizado, o que favorece a redução dos sintomas e melhora da qualidade de vida.2

A IMPORTÂNCIA DA ESPIROMETRIA NO DIAGNÓSTICO DA DPOC

Assim como ocorre em outras doenças crônicas, o diagnóstico precoce e correto da DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica) é fundamental para que o paciente inicie o tratamento, reduzindo os quadros de exacerbações e melhorando sua qualidade de vida. De acordo com o estudo Projeto Latino-Americano de Investigação em Obstrução Pulmonar (PLATINO), realizado com a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) /Hospital São Paulo, o subdiagnóstico é um dos principais gargalos da doença, que até o final deste ano deve ser a terceira maior causa de morte no mundo.1-3

PRINCIPAIS CONSTATAÇÕES DO ESTUDO PLATINO1,3

A principal causa é o tabagismo, mas além disso existem outras causas como poluição e exposição a substâncias tóxicas.1

Os principais sintomas são:

Se o paciente apresenta algum dos sintomas acima é indicado que procure um médico.2 O diagnóstico correto e o tratamento regular são muito importantes.2

A DPOC apresenta piora progressiva e pode se agravar de forma que até mesmo atividades da vida diária como conversar, andar, comer e se vestir tornam-se um desafio.2

A confirmação do diagnóstico é feita através de uma análise do histórico do paciente e por um exame chamado de prova de função pulmonar (espirometria).2

Ao receber o diagnóstico da DPOC, é importante conversar com o seu médico para entender mais sobre a enfermidade e o tratamento mais adequado de acordo com a sua rotina e grau da doença.2

Dessa forma vocês poderão desenvolver um plano individualizado, o que favorece a redução dos sintomas e melhora da qualidade de vida.2

DPOC: mais informação sobre a doença inspira a todos nós! Caso tenha dúvidas sobre sua condição, oriente-se com um pneumologista.

A IMPORTÂNCIA DA ESPIROMETRIA NO DIAGNÓSTICO DA DPOC

Assim como ocorre em outras doenças crônicas, o diagnóstico precoce e correto da DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica) é fundamental para que o paciente inicie o tratamento, reduzindo os quadros de exacerbações e melhorando sua qualidade de vida. De acordo com o estudo Projeto Latino-Americano de Investigação em Obstrução Pulmonar (PLATINO), realizado com a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) /Hospital São Paulo, o subdiagnóstico é um dos principais gargalos da doença, que até o final deste ano deve ser a terceira maior causa de morte no mundo.1-3

PRINCIPAIS CONSTATAÇÕES DO ESTUDO PLATINO1,3

DPOC: mais informação sobre a doença inspira a todos nós!
Caso tenha dúvidas sobre sua condição, oriente-se com um pneumologista.